Páginas

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Cão

Bem, cá estou eu numa tentativa de cominucar com a vasta população qe lê este blog. (vocês têm milhares de bactérias no vosso corpo, caso nao tenham esse conhecimento).
Neste momento as bactérias que estão no teu teclado, são mais do que as de 300 000 tampos de sanita, e isto não é inventado.
Trago-vos um assunto muito interessante. Já repararam que há pessoas que falam muito alto só quando dominam o assunto que está a ser debatido? ha ha ha! muito engraçado nao é?
E aquelas que se metem no meio da conversa e não percebem nada do assunto, e acabam a fazer figuras ridículas?... ha ha ha! E aquelas que usam palavras caras para esconder que não têm rigorosamente nada de que falar? bem, nao critiquemos essas, ok?

O que se passa é o seguinte: para variar, não tenho qualquer tipo de ideias para escrever. E então achei que escrever sobre o nada ia ser interessantíssimo! Sempre vos digo que estou aqui a passar os melhores momentos da minha vida! Que minutos tão bem aproveitados. Ai que maravilha!.. Melhor que o lusco-fusco.

Basicamente é isto que tenho a relatar por agora. Poderia vir aqui usufruir do vasto vocabulário português e da sua linda gramática, mas não o utilizo e expresso-me por vocábulos simples e não complexos, de assimilação isenta de problemas.
Docemente,
nome de cão.

2 comentários:

  1. Frígia, Frígia, Frígia...

    I do not think that your texts are as weak as you want to pass.

    On this particular one I agree with you, people talk to much from things they do not know nothing about.

    kisses from the thief

    ps: (I just realized this weekend how you are. Sorry)

    ResponderEliminar