Páginas

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Ouvi Dizer 2ªParte

Por mais que fuja,
Por mais que corra para longe,
Por mais que me tente afastar de tudo e desaparecer,
Essa palavra não me deixa esquecer.

Tudo o que quero deixar para trás persegue-me,
Persegue-me como se nunca mais pudesse esquecer.
Esquecer tudo o que se passou na cidade e nas ruas.
Esquecer tudo o que houve de bom e de mau.
Esquecer como se a minha vida começasse de novo.

Saber que ninguém na cidade me pode ajudar,
Saber que isto tem de ser feito por mim.

Não tive a noção que tinha acabado
E pensei que tudo estava bem.
Pelos vistos nada significou para ti.
Pelos vistos apenas foi uma canção estúpida que só eu ouvi.
Pelos vistos, é um verso solto sem qualquer lógica.

Fiz planos para um futuro,
Que deixa de ser futuro e passa a imaginação.
Afinal, já não há amanhã.

Fiquei com muito para dar,
Mas agora vou dar tudo em raiva.
E sei que não vais gostar.
Mas isso também não me importa.

Fui eu que virei as páginas com pressa,
Pressa de chegar até nós,
Mas com o cuidado de não tirar o sentido às palavras,
às palavras doces e às que custam.

Agora resta-me apenas uma razão.
Um dia vais ser tu e outra igual a ti,
uma como eu não fui,
ou como eu não soube ser.

Um dia vais ser tu a sentir isto.
Um dia vais arrepender-te
e vais pensar como tudo poderia ser diferente.

Um dia vais pedir para o tempo voltar atrás,
e esse dia não está longe...

2 comentários:

  1. O texto está mt bom e sentido... eu tenho a certeza k podx fzr mt mais...

    Verdade Verdadeira Verdadíssima...

    :P

    ResponderEliminar