Páginas

sábado, 10 de maio de 2008

Ela

Ela parecia estar bem. Ela sorria e deixava transparecer felicidade pela sua pele. Sempre que alguém tinha um problema corria para os seus braços e chorava contando no facto da felicidade ser contagiosa. Todos confiam cegamente nela sem saber o que ela pode fazer. Julgam-na inocente e ingénua sem sequer se darem ao trabalho de conhecer a pessoa despida da sua máscara social.

A sua aparência não é a que ela quer nem a que os outros procuram ver. Tudo à sua volta desabara tempos atrás.

Ela na verdade não é feliz. Sim, ela ri, mas não é verdadeira mente feliz. Ela é demasiado ambiciosa e exigente com a vida. Ela quer sempre mais. Ela quere-o. Ela gostava de ter aquilo que não pode. Ela fica feliz de os ver felizes e deixa-se ficar em segundo plano. Ela tem o defeito de não esconder as expressões faciais que dizem muito nos silêncios. Ela sabe que está a viver uma mentira em que quer acreditar para ser feliz. Ela precisa dessa mentira.

Ela é teimosa, sonhadora, ambiciosa, simpática, antipática, bruta, nunca admite o erro, orgulhosa, perdoa mas nunca esquece, extremamente vingativa, odeia toda a gente, faladora, reservada, extrovertida, envergonhada, contraditória. Sim, nem todos se conseguem dar com ela. Ela tem um dos feitios mais lixados que alguma vez podem ter visto. Pode quase ser classificada como insuportável. Quando ela diz que gosta, gosta mesmo. E se deixa de gostar, não há volta a dar. Ela sonha em um dia poder mudar o mundo e acha que vai consegui-lo junto dos que ama, e de quem ame.

No seu mundo ela aparenta ser feliz mesmo que não o seja e pensa ser o melhor a fazer. Ela não vive bem com ela mesma e não gosta do que vê. Ela passou a gostar do seu corpo parcialmente. Ela é estranha. Ela é complicada e demasiado racional. Ela tem medo que os que ela ama não gostem dela. Ela teme a infelicidade e a solidão. Ela não se dá por interesses e é demasiado honesta. Ela sofre e não quer fazer sofrer.

Eu reconheço-me nessa ela…

3 comentários:

  1. Não sei o k hei d dzr relativamente a este txto... axo k mxm k nos kisexemx nao conseguiriamx ser diferentes do k somos... Simplesmente somos... E temx de nos orgulhar daquilo que somx e nao ligar a bocas foleiras... Somos o k somos ninguem nos pode julgar... e simples acreditar k somos felizes mas la no fundo nao o somos... isso e k e complicado de aceitar...
    Gostei do txto... Devemx ouvir, sim, aqueles de quem gostamos... :P

    ResponderEliminar
  2. concordo com o joao (sera k n tou a ser hipocrita?)

    ResponderEliminar
  3. ker dzr... nos comentamos o teu blog... eu nao vejo comentario algum no meu blog da sua pessoa ha mt tempo... :P

    ResponderEliminar