Páginas

sábado, 24 de maio de 2008

Fim.

Depois de tudo fica um olhar vazio
com que escondes a dor, o desalento e o desamor.

Outrora nos teus olhos tristes
o sol brilhou e mostrou-me o caminho.

Quem te roubou a alegria?
Com quantas cores pintaste o dia?
Tudo a vida matou.

Ficou esse olhar distante
e sem cor sempre frio.

Quem te viu partir antes de chegares?
Quem te chamou antes de chegares perto?
Quem te põe em verso como uma pintura?
Quem te vê ganhar e perder?
Quem fica com frio por não chegares?
Sou eu.

Sou uma voz perdida dentro de ti.

A falta que me fazes...

2 comentários:

  1. Está muito fixe... Foste mesmo tu que escreves-te??? =P

    ResponderEliminar
  2. nao coelho.

    copiei da net e nao paguei direitos de autor. =p


    Obvio que foi a minha cabeça pensadora. hahaha

    ResponderEliminar