Páginas

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Exames - parte 1 e 2

    Ora, o exame de Português era muito fácil. Saiu Lusíadas, como eu queria. Gosto imenso de tal obra. Das quatro coisas que podiam sair - Felizmente Há Luar, de Luís de Sttau Monteiro; Fernando Pessoa e os seus Heterónimos; Memorial do Convento, de José Saramago e, por fim, Os Lusíadas, de Camões ou A Mensagem, do Pessoa - as duas últimas obras mencionadas são as mais fáceis. Rezei muito e pronto, lá saiu o que eu queria.
     Sendo uma das minhas duas provas de ingresso para Direito, espero agora que o resultado seja aprazível. Costumo ser bastante pessimista para não me desiludir. Acho que vou manter a mesma linha de pensamento.


   Quanto a Biologia e Geologia, exame que fiz hoje, tenho a dizer que não estudei para tal coisa. Pensei "bem, a disciplina 'tá feita. Não é a minha prova de ingresso e a nota nem é má, seja o que a sorte ditar". E lá fui eu. Fiz cerca de 80% do exame ao calhas. Nunca o "um dó li tá" me foi tão útil. Bem, o certo é que 11,6 tenho garantidos (à partida, não vá o diabo tecê-las). Não é uma nota brilhante, mas, como já disse, tenho a disciplina feita e ia mesmo na desportiva.


   Amanhã faço exame de Inglês, a minha outra prova de ingresso. Estou completamente na "descontra", o que me deixa nervosa (que valente paradoxo). Por me sentir à vontade, tenho medo de ir demasiado confiante e espalhar-me ao comprido. Queria assim uma coisa tipo... 17,5, pelo menos. Bem, logo se vê. Não quero apanhar nenhuma desilusão descomunal.

Sem comentários:

Enviar um comentário