Páginas

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

A verdade é que...

         ...não tenho intenções de fazer com que todas as pessoas de quem eu gosto gostem de mim. Nem espero ser tão importante para alguns como eles são para mim. Nem que eles sintam tantas saudades minhas como eu deles. Chega-me saber que em algum momento eu fiz a diferença, que eu fui diferente.
        Ainda assim, gostava de saber que quando fecho os olhos e penso em alguém, que esse alguém vai estar também a lembrar-se de mim. E que esse alguém queira que eu me mantenha fiel ao que sou e que abrace os meus defeitos e virtudes.
        Quero saber que mesmo que hoje nem tudo corra bem e eu falhe, que um dia vou ser feliz. Quero nessa altura poder olhar para trás e ver que nada do que fiz e por que passei foi em vão, que teve um significado e marcou-me a mim e a quem a mim esteve ligado.

Sem comentários:

Enviar um comentário