Páginas

quinta-feira, 28 de abril de 2011

O não votar

       Não compreendo quem diz que não votar é mostrar revolta. Quando ouvi o Marinho Pinto, bastonário da ordem dos Advogados, a dizer isto fiquei em choque. Mas desde quando é que calar a nossa voz é maneira de lutar seja pelo que for? Quanto mais é recusar exercer um direito porque se lutou.
       Marinho Pinto diz que não votar seria uma "greve à democracia" já que os portugueses "na altura dos votos lá vão legitimá-los (aos políticos) outra vez". Pois não podia estar mais em desacordo. Para já há aqui um erro no raciocínio do senhor bastonário que se esquece que existe o voto em branco, esse sim o instrumento para exprimir o desagrado e a falta de confiança em qualquer partido político. Diz ainda Marinho Pinto que a abstenção ao voto seria "humilhar os políticos publicamente". Continuo a não entender como se humilha alguém estando calado.
        É preciso que o povo exerça o ser dever cívico e se dirija às urnas. É fundamental que isto aconteça e se não se tem fé em político algum, que se vote em branco. Talvez esta fosse a real chapada à democracia, haver uma enormidade de votos em branco que, estes sim, expressariam o desagrado popular e a revolta perante a péssima política que tem havido no nosso país.
        Convém relembrar que a taxa de abstenção é, por norma, elevada e que nela se junta o desinteresse, a ignorância e o descontentamento sendo que os dois primeiros são os rótulos oficiais atribuídos a tal taxa. A mensagem de revolta nunca é passada por uma voz calada.


        Para ouvir as declarações do bastonário em questão, é só clicar aqui.

7 comentários:

  1. sinceramente, não podia concordar mais. o que está mal, muda-se. por os portugueses terem estado tanto tempo calados é que isto chegou onde está. tudo bem que a política actual é incompetente, mas pensando bem, quem é que votou para os meter lá a governar? ou será melhor dizer "quem não votou"? só se sabe a opinião de alguém se essa pessoa falar, e o povo se continua calado apenas vai levar o país à desgraça.

    ResponderEliminar
  2. Neste caso, para mim, pior do que não votar é quem vai voltar a votar no Socrates.

    ResponderEliminar
  3. Também concordo. Considero uma vergonha a taxa de abstenção que se viu aquando das presidenciais. Querem protestar, votem em branco. Essa sim, é a melhor forma de se dizer "ei, meus amigos, vocês não prestam, por isso não voto em nenhum de vocês". As pessoas têm que perceber que votar é, simultaneamente, um direito e um dever.

    ResponderEliminar
  4. O Marinho e Pinto é uma besta.

    Dixit.

    ResponderEliminar
  5. Por favor, quero mais post's :D
    Escreve mais! ;) bjs

    ResponderEliminar
  6. Compreendo totalmente o que dizes aqui porque tenho opiniões bastante semelhantes. As pessoas que "não querem votar" porque acham que isso é liberdade, são as que maioritariamente mais criticam a situação do país. O que quer dizer, não votam, e acham que têm razão. Enfim.

    gosto bastante do teu blogue, continua :)

    ResponderEliminar
  7. Exacto! Não querem participar na vida política, mas estão sempre lá para criticar. É o povo que temos...

    Obrigada! :) Vou continuar sim. Este é o meu escape para o stress diário :D

    ResponderEliminar