Páginas

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Há campanhas que estão por fazer...

    ... tal como uma sensibilização nacional para o uso de desodorizantes.

        Continua a existir uma certa resistência por parte de uma grande maioria em dar uso a perfumes, desodorizantes e, quiçá, a banheiras e polivants. Já anteriormente me referi aos utilizadores de transportes públicos que fedem mas a temática tem ganho uma nova dimensão.
         Por norma, quando estou aqui por terras ribatejanas, tomo o pequeno almoço fora de casa com a minha mãe. Sem espanto algum, tenho tomado o pequeno almoço acompanhada por um odor enjoativo proveniente de algum sovaco nas redondezas da minha mesa. Não me ocorre nenhuma justificação para esta situação pelas seguintes razões:
           - os desodorizantes não são coisa cara - nem o banho a menos que se passe meia hora de molho;
           - todos nascemos dotados de uma série de sentidos nomeadamente o olfacto pelo que duvido que quem fede não repare que é um atentado sensorial;
          - as pessoas que noto que cheiram mal costumam andar acompanhadas. Ora, se assim o é, já alguém os devia ter avisado para o seu problema.

          Sejam quais forem as razões que levem alguém a cheirar a cavalo em pleno supermercado, acho que falta, no meio de tanta publicidade inútil na televisão, uma campanha de sensibilização para a primazia da higiene individual. Ninguém é obrigado a suportar o mau cheiro alheio - e não devia ser quase tabu avisar alguém que fede que deveria ter cuidado.

8 comentários:

  1. Por acaso não uso perfume, mas não saio de casa sem o belo do banho e do desodorizante.

    Há pessoal que não tem noção e que não quer saber, mesmo.

    ResponderEliminar
  2. É daqueles cheiros que não é fácil de aguentar! Mas as pessoas ficam todas chocadas e sensibilizadas se alguém lhes diz alguma coisa!
    Infelizmente a falta de higiene é uma coisa mais comum do que se pensa... Nheeeec

    ResponderEliminar
  3. Tem gente que acha que isso é "cheiro de trabalhador". Tem quem ache que é "cheiro de macho".

    Mas tem gente que acha cada coisa...

    E isto porque você nem mencionou outra desgraça pública: o mau hálito. Via de regra é tido como falta de educação mencionar que uma pessoa tem mau hálito. Não consta que seja tido por falta de educação ter mau hálito. Nossas convenções sociais são estranhas.

    ResponderEliminar
  4. Tens aqui um blog excelente, a sério que sim. Já sigo com muito prazer :)

    ResponderEliminar
  5. ÓTIMO!
    perfeito.
    venha me visitar. Vamos trocar idéias. Xará.. rs

    ResponderEliminar
  6. Olá. Tudo blz? Estive por aqui dando uma olhada. interessante. Apareça por la depois que aparecer por aqui no seu. Abraços.

    ResponderEliminar
  7. Lá na minha escola é aos montes, até se podiam juntar e formarem um gang, fdc!

    ResponderEliminar