Páginas

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Dois sisos já foram.

       Faço parte da maioria das pessoas que entra em pânico só com a ideia de ir ao dentista. Tinha a cirurgia marcada para tirar um siso há mais de um mês. Hoje foi o dia que me arrastei até à clínica para me despedir de um siso, pelo menos uma semana depois de ter deixado de dormir decentemente. 

      Quando o cirurgião me viu achou que era viável tirar os dois sisos do mesmo lado. E foi absolutamente indolor. Fico sempre a sentir-me patética por sofrer tanto por antecipação por uma coisa que não custa nada.
      Bem, não custar nada não é verdade. Uma hora depois, já em casa, a anestesia começou a perder efeito no maxilar de cima e vieram as dores. Ainda suportáveis, é certo, mas permanentes e chatas. Diz que amanhã já é suposto não ter grandes dores e dez dias depois é para passar na clínica e tirar os pontos.

      O certo é isto: com dores ou não, daqui a dois dias é dia de exercer o direito de voto! Sem desculpas.


Sem comentários:

Enviar um comentário