Páginas

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Je suis Charlie. Menos em Angola.

        Vários partidos políticos portugueses subscreveram o movimento "Je suis Charlie", porque é essencial ter liberdade de expressão. Menos em Angola. Aí é preciso ter cuidado com esses meliantes que andam de livro empunhado prontos a ler a qualquer momento. Em Angola, para a maioria dos deputados, pode haver presos políticos porque é importante "manter relações diplomáticas".

        E é o parlamento que temos: aquele que prioriza interesses económicos em detrimento de direitos humanos.

Sem comentários:

Enviar um comentário